Finding My Own Way
19 de Maio de 2010

 

 

Geralmente não transponho os meus sentimentos para o papel, mas este caso trata-se de uma situação excepcional. Nunca compreendi o motivo pelo qual existem poesias românticas, provenientes do coração, nem o porquê de haver pessoas que perdem tempo a descrever o que sentem. Na verdade, os meus sentimentos raramente são claros e de fácil compreensão. Sou complexa, todo o meu ser necessita de um estudo meticuloso para saber verdadeiramente quem sou. Então, geralmente não dispenso muito do meu tempo a pensar no que está mal em mim, e na minha vida; mas sim a desvendar os segredos intricados do meu ser. Diariamente, atravesso barreiras, realizo sonhos e desvendo características que nunca imaginei possuir. Uma vez disse a alguém que ele conseguia ocultar a tristeza sob uma máscara de felicidade, mas a resposta que obtive deixou-me sem reacção: “Na verdade, a tristeza não passa de uma ilusão passageira. Então, porque haveria de me preocupar em esconder que estou triste, se o Mundo espera por mim para descobrir a felicidade que ele tem para me oferecer?” A partir daí, comecei a seguir os conselhos subentendidos revelados naquela frase. Hoje, raramente me vêem triste, apesar de, por vezes, desanimar. Tento ser feliz e fazer toda a gente feliz. Contudo, este ano, a minha tarefa está ligeiramente mais difícil.

 

Eu não gosto de ser solitária ou de me isolar. Todavia, ultimamente, isso é precisamente o que me tem acontecido. Não consigo manter uma amiga por muito tempo, porque sou sempre trocada à primeira oportunidade. Desde que a minha melhor amiga se mudou para outra cidade que eu estou constantemente a mudar de grupo, pois não me consigo encaixar em nenhum. Finalmente encontrei o grupo ideal, apesar de não ter muita confiança num dos seus elementos. Aproximei-me de uma rapariga muito simpática e sonhadora e dizíamo-nos melhores amigas. No entanto, eu apercebi-me que não sou mais que uma intrusa naquele grupo e que, por vezes, só sou necessária temporariamente.

 

Então, queridos leitores, peço-vos solenemente que me apoiem e ajudem a encontrar uma solução para esta falta de integração durante esta época difícil. Sim, porque eu não sei lidar com a falta de sociabilidade e preciso com urgência de exclusividade na amizade. Quero a minha melhor amiga de volta!

Publicado por Filipa às 14:45 Link do Post
Sinto-me: Nostálgica
Música: Muse - I Belong to You

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Subscrever Feeds
Arquivos
2010
Mais Comentados
3 comentários
3 comentários
Mais Sobre Mim
Pesquisar
 
Últimos Comentários
Oh ;-;
Donkey <3 My sweet boyfriend!Como ele está? *-*...
Agora já não é preciso.Facto: adoro-te badalhoca! ...
Qual das partes?
Gostava que me explicasses este post!Gostava que o...
blogs SAPO